A última fala do palhaço…

12 Novembro, 2006 às 5:15 pm | Na categoria Poemas | Deixe o seu comentário

  “Deixem-me ser eu
  um instante, ao menos…!
  Ainda vale a pena!
  Deixem-me vir à cena
  em primeiro lugar,
  a rir ou a chorar
  (a mesma coisa afinal…)!
  Deixem-me, antes que morra,
  demolir a masmorra
  que eu mesmo construi
  com lágrimas e sangue
  e, embora enxague,
  ser só eu, tal e qual!”
 Saúl Dias, Vislumbre (1979)

Blog em WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.